Tomada de decisão: uma palavra e tudo pode mudar!

Liderança: o início de uma jornada empoderadora
24 de outubro de 2018
Relacionamento na equipe: como começar?
26 de outubro de 2018
Exibir tudo

Tomada de decisão: uma palavra e tudo pode mudar!

No segundo dia de curso, nossos líderes aprenderam mais sobre tomada de decisão e inteligência emocional. Neste módulo, Danilo Sousa, Master Trainer da Spaço In, disse que tomar uma decisão é algo que exige muito de todos nós. E quando levamos esta situação para o campo educacional, as coisas se complicam um pouco mais, pois as decisões tomadas neste âmbito, geralmente, não envolvem só custos, e sim pessoas.
Um processo de tomada de decisão pode ser simples ou complexo — isso vai depender do grau de importância, do objetivo a ser alcançado e dos reflexos da escolha. Tomar decisões envolve a identificação do problema, bem como definir os critérios, analisar, escolher alternativas e verificar a eficácia da decisão. Médicos, enfermeiros, advogados, dentistas, além dos gestores educacionais, estão constantemente passando por situações em que se encontram diante de um variado número de caminhos, e precisam escolher aquele que leve a instituição a atingir o seu potencial máximo. A dúvida do dia foi “você está preparado para tomar decisões que não envolvem negociações financeiras, e sim desejos e emoções?”

Incorporado neste tema, Danilo falou sobre negociação. É importante ressaltar que negociamos o tempo todo! Fazemos com nossos cônjuges, filhos, amigos, clientes e parceiros. E por mais incrível que possa parecer, ainda não damos a atenção necessária e não nos preparamos de forma adequada para uma melhor performance. E se a habilidade de fazer boas perguntas é cada vez mais essencial no mundo das vendas, o cenário não é diferente em nossas negociações, quando se trata de desejos e emoções.

Tomar decisões e negociar quando não se envolve dinheiro e sim interesses é o grande desafio no âmbito educacional e na área serviços. Lidamos o tempo todo com gente, os interesses e desejos deles estão presentes nas negociações e nas tomadas de decisões. Você está preparado para dizer não ao outro e este ainda sair te amando, e com possibilidades e alternativas que ele possa não se prejudicar ou sair perdendo? A negociação é um processo e, como todo processo, ela pode ser estudada e praticada com o intuito de melhorar nosso relacionamento. O “não” pode criar uma condição de impasse, aumentando a tensão a ponto de levar a outra parte a mudar para uma postura agressiva e, normalmente, negociações agressivas dificilmente levarão a um relacionamento sustentável e de longo prazo. Então, como é possível dizer “não” sem falar o “não”?

Pratique a troca, estude cenários e diferentes possibilidades, analise riscos, levante informações, priorize pontos em comum, pense a longo prazo e lembre-se, a relação precisa ser de ganho a ganho. Este é o grande segredo, saber que todos podem ganhar!

Teremos ainda a complementação do aprendizado com Inteligência Emocional (aplicada a liderança) e o teste DiSC. Acompanhe por aqui e pelas nossas redes sociais!